sexta-feira, 22 de março de 2013

Água, sabendo usar não vai faltar!

Comemoramos hoje o Dia Mundial da Água, e embora ela seja de vital importância para a nossa sobrevivência, somente uma pequena parte da população mundial tem se preocupado com a sua preservação. 
A escassez dos recursos hídricos há muito vem afetando a população de muitos países. A iniciativa da ONU, pretende conscientizar as pessoas para a necessidade não só de poupar água, mas também de proteger os mananciais ainda existentes.

Numa entrevista recente ao Jornal O globo, Maude Barlow, fundadora da ONG Blue Planet Project, Chefe do Conselho dos Canadenses e ativista fervorosa em defesa do direito humano à água, mencionou os problemas mundiais que vem ocorrendo em relação à escassez do produto, sem que tenhamos consciência disso.

Como resultado do aquecimento global, poluição e outros fatores, países como os Estados Unidos tem visto seus rios secando. Entre eles o Mississippi, o Colorado, o Platte, enquanto o aquífero de Ogallala encontra-se também em declínio. A perda de água sob o Vale Central da Califórnia é de 40% da capacidade de armazenamento de todos os reservatórios construidos no estado.

Maude alerta para a importância de nós brasileiros, e os países do Mercosul, nos conscientizarmos de que o que ela chama de "mito da abundância" é falso. Diz ela: embora sejamos realmente abençoados com duas grandes fontes de água: o sistema do Rio Prata e o Aquífero Guarani, elas não são inesgotáveis, como se pensa. Ela exemplifica, dizendo que isso é o que se pensava a respeito do Mar de Aral na antiga União Soviética, que era considerado o quarto maior lago do mundo, como também o Lago Chade, na África, que já foi o sexto maior. Ambos atualmente estão quase no fim devido ao excesso de extração. Segundo ela, muitos fatores contribuem para a escassez dos recursos naturais: a crescente população do planeta, a poluição, a agricultura industrial, um dos maiores usuários de água, e a produção de biocombustíveis, entre outros.

A ativista reconhecida internacionalmente, é também escritora, já tendo publicado 16 livros. No momento, está escrevendo um livro "Blue future, protecting water for people and the planet forever", ou seja, "Futuro azul, sempre protegendo a água para as pessoas e para o planeta", em tradução livre. Ela afirma que devemos aprender a ver a água como elemento essencial, e tratá-la como uma herança comum, e não como um recurso usado apenas para o nosso prazer e lucro.

Embora a cultura do desperdício ainda esteja impregnada no dia a dia do nosso povo, é bom lembrar que é preciso preservar a água do planeta enquanto é tempo. É preciso mudar a nossa relação com o uso, além de adotarmos medidas simples que a longo prazo dão resultados. Entre as medidas que podemos tomar diariamente, está a de fechar a torneira enquanto se escova os dentes, já que a cada vez que o fazemos com elas abertas há um desperdício de 12 litros de água. Outro hábito brasileiro que desperdiça bastante água é o banho, em apenas 15 minutos de banho utilisamos 200 litros de água. Já com chuveiro fechado enquanto se ensaboa, o consumo pode cair para 81 litros, que diferença, não é?

Uma torneira que esteja pingando desperdiça o suficiente para abastecer uma escola com 240 alunos. Lavar calçadas então, é um enorme desperdício, pois em 15 minutos vão por "água a baixo" 279 litros. Imagine que se a pessoa lavar a calçada uma vez por semana, ela irá gastar o equivalente a 14 mil litros por ano. Se calculado a quantidade de água perdida com esse hábito em 20 anos, ele chega a 290 mil litros, ou seja, o suficiente para suprir as necessidades diárias de 145 mil pessoas, segundo dados do Instituto Akatu de Consumo Consciente.

Pensar de maneira consciente significa contribuir não só para o nosso bem estar, mas para a saúde do planeta, tão castigado com os abusos cometidos ao longo dos anos. Ainda é tempo de salvar o que ainda nos resta, para que no futuro não venhamos a nos lamentar por termos jogado fora um bem tão precioso.

O Dia Mundial da Água não é só para pensar, mas principalmente para agir: vamos usar este recurso natural com sabedoria para que ele nunca acabe. Lembre-se de que água é vida!


Fonte: Jornal O Globo Amanhã


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário